Declaração Corporativa Hollister COVID-19 e atualização da cadeia de suprimentos Leia Mais

Compreender o sistema urinário

Se você recebeu um diagnóstico de distúrbio neurogênico da bexiga, é bom adquirir algumas informações básicas sobre como funciona o seu corpo. Conheça o sistema urinário aqui.

Understanding the Urinary System

Obtenha informações sobre o sistema urinário do seu corpo.

A aquisição de conhecimentos sobre como funciona o corpo é sempre uma boa ideia ao se receber um diagnóstico de uma doença. Se você ficou sabendo recentemente que tem bexiga neurogênica, esta cartilha sobre o sistema urinário pode ser útil. 

Anatomia do sistema urinário

O sistema urinário é composto por: rins, ureteres, bexiga, uretra, esfíncteres interno e externo e músculos. Todos esses elementos têm uma função específica no processo de filtragem.

Os rins filtram o excesso de água e determinados produtos residuais do sangue, produzindo urina. Geralmente, os rins produzem entre 30 e 90 ml de urina por hora. A urina sai dos rins pelos tubos denominados ureteres e se desloca até a bexiga, onde é armazenada temporariamente até a pessoa urinar.

Os ureteres de um adulto têm um comprimento de aproximadamente 28 a 35 centímetros. Eles têm a função de impedir que a urina volte para os rins. Contrações musculares nos ureteres empurram a urina dos rins para a bexiga.

A bexiga é um órgão oco com uma parede muscular e duas funções fundamentais: armazenar e expelir a urina. No estado relaxado, a bexiga de um adulto pode conter aproximadamente 470 ml de urina antes de a pessoa sentir uma forte necessidade de urinar. O tamanho da bexiga, a forma e a capacidade de armazenar urina são diferentes para cada pessoa. 

A uretra é o tubo que transporta a urina da bexiga para fora do corpo. Trata-se de um tubo muscular revestido de uma membrana mucosa com uma abertura na extremidade. 

Os esfíncteres são dois músculos com forma de anel (chamados de esfíncteres interno e externo) que rodeiam a uretra. O esfíncter externo é o que é contraído voluntariamente para controlar quando urinar. 

A micção envolve contrações musculares voluntárias e involuntárias. Os músculos da bexiga se contraem e os esfíncteres se abrem. O assoalho pélvico é formado por vários pequenos grupos musculares que envolvem a uretra, a vagina (nas mulheres) e o reto. Eles sustentam os órgãos da pelve e ajudam a manter a uretra no lugar.

O papel do sistema nervoso

O processo de micção envolve coordenação entre a bexiga, os esfíncteres e um sistema nervoso intacto. O funcionamento saudável do sistema nervoso e do cérebro é muito importante para a coordenação adequada desse processo complexo, que pode ser descrito resumidamente em três etapas: 

  1. Quando a bexiga está cheia, são enviados impulsos nervosos para a parte inferior da medula espinhal
  2. Em seguida, esses impulsos se deslocam até o cérebro para comunicar que a bexiga está cheia
  3. O cérebro envia uma mensagem para a bexiga, para que ela se contraia para liberar a urina. 

 

Diferenças entre os sistemas urinários masculino e feminino

A maior parte do sistema urinário é semelhante entre homens e mulheres. A diferença essencial reside no tubo de saída da uretra, bem como em alguns dos problemas que podem surgir que são específicos de cada sexo.

Mulheres Homens

Uretra

Comprimento de aproximadamente 2,5 cm Comprimento entre 20 e 25 cm
Formato levemente curvo atrás do osso pélvico Tem a forma de uma curva em S que sai da bexiga e atravessa a próstata e o assoalho pélvico
Termina na frente da abertura vaginal Termina na ponta do pênis

Problemas urinários comuns

Vazamento de urina: Gestações e partos vaginais múltiplos podem enfraquecer os músculos do assoalho pélvico que sustentam a bexiga e o útero. Isso pode causar problemas de vazamento.

Infecções: A uretra feminina é altamente suscetível a infecções, devido à sua proximidade da vagina e do ânus, onde há presença de bactérias.
Próstata aumentada ou hiperplasia de próstata (homens idosos): A próstata é uma glândula situada sob a bexiga que rodeia completamente a uretra. Uma próstata aumentada pode bloquear o fluxo de urina a partir da bexiga. Isso pode causar micção frequente, esvaziamento incompleto, gotejamento e outros sintomas. O bloqueio também pode causar uma infecção do trato urinário.

Quanto mais você souber sobre o sistema urinário e sobre o distúrbio neurogênico da bexiga, mais você sentirá a situação sob controle ao trabalhar com a sua equipe de assistência médica para tratar e gerenciar essa doença.